www.neialima.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




O barroco, na sua expressão religiosa, tem o característico geral de uma aspiração ao infinito.
É suntuoso, porque assim exalta a glória de Deus;
É redundante, porque reforça a expressão dessa glória;
É cheio de formas esvoaçantes,
que exprimem a espiritualização da fé.
Dentro dessa aspiração, manifestou-se com riqueza espantosa onde houve recursos, sobretudo o ouro que amparava suas pretensões; e foi modesto, pobrezinho, humilde onde mesmo à míngua de recursos, deixou sua marca nesta ou naquela composição que exprimiu tudo o que a veneração modesta do fiel pôde oferecer ao seu Deus. São todas expressões do barroco, com cambiantes ligadas à situação social das comunidades. Se o suntuoso representa o barroco na sua plenitude áurea, o modesto exprime o mesmo barroco que, por sua vez, é a sua linguagem de fé.
Eduardo ETZEL, O barroco no Brasil, p. 28-29.

Barroco – “Em geral, compreende-se como barroca a arte desenvolvida no século XVII. (...) O homem barroco compreendia a natureza como infinita em sua diversidade e dinamismo e para expressar tal sentimento utilizou
recursos formais tais como contrastes abruptos de luz e sombra, manchas difusas de cores, passagens súbitas entre primeiro e segundo planos, diagonais impetuosas, ausência de simetria, entre outros. De certa forma,o desapego pelas formas ideais de beleza e perfeição clássicas e a valorização da representação dos temas, a partir da experiência, predispõe algumas obras barrocas a uma espécie de naturalismo, quer dizer, a imagem pictórica das coisas e seres humanos tal como aparecem, com suas marcas do tempo, seus defeitos físicos, seus traços bizarros e feios, sem retoque algum. Por outro lado, a questão da veracidade do instante representado se dá na arte barroca pelo apelo à emoção do espectador”.

Fonte: Enciclopédia
Itaú Cultural de Artes Visuais .

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.neialima.com.br